Parque Natural do Litoral Norte

Duna – Foto de PedroPVZ

Caracterização do Parque Natural

O Parque Natural do Litoral Norte (PNLN) entende-se ao longo de 16 km de costa, do litoral norte, entre a foz do rio Neiva e a zona da Apúlia, em área administrada pelo município de Esposende e abrange parte das freguesias de Antas, Apúlia, Belinho, Esposende, Fão, Gandra, São Bartolomeu do Mar e Marinhas. A defesa do sistema dunar é pois um dos objetivos centrais deste Parque Natural.

O Parque Natural  é constituído por um cordão de praias e dunas a que se associam recifes e habitats marinhos. Os estuários dos rios Cávado e Neiva, manchas de pinhal, campos agrícolas, alguns pequenos bosques e um caniçal de razoáveis dimensões permitem que a diversidade florística e de habitats representada seja de elevada importância.

Litoral – Foto de PedroPVZ

Atividades, fauna e flora locais

A faixa marítima contígua à Área Protegida, e numa profundidade de 2.5 milhas marítimas, também foi classificada a fim de preservar a diversidade marinha tanto mais por se tratar de uma zona em que a pesca artesanal tem uma expressão evidente. A apanha do sargaço, a agricultura e o turismo são atividades que têm sido acompanhadas pelo Parque Natural do Litoral Norte, numa perspetiva de compatibilização entre a conservação da natureza e a melhoria da qualidade de vida da população residente.

chorão-das-praias – Foto de Jean Tosti

Há ainda a referir o tipo de agricultura praticada, as “masseiras” como exemplo genuíno do concelho. Estas são campos agrícolas localizados logo após a duna cinzenta. O campo de areias é escavado até aproximadamente 1 m do lençol freático, para as plantas poderem aceder à água. Depois da plantação o campo é fertilizado com o sargaço (algas marinhas) e o pilado (pequeno caranguejo).

No Parque Natural do Litoral Norte foram inventariadas 220 espécies de vertebrados, representativas de uma elevada biodiversidade. Os estudos de inventariação permitiram determinar que dentro dos limites do Parque ocorrem espécies com bastante interesse ecológico. Foram consideradas 211 espécies de vertebrados, repartidas por 117 de aves, 10 de mamíferos, 6 de répteis, 6 de anfíbios e 72 de peixes.

Adaptado de icnf.pt