Lagoa de Óbidos

 A Lagoa de Óbidos localiza-se nos concelhos de Caldas da Rainha e Óbidos, na região do Oeste de Portugal. É um dos mais belos locais da costa ocidental de Portugal e constitui um frágil ecossistema onde diversas espécies encontram um privilegiado habitat. Numerosas aves aquáticas e migratórias podem aqui ser observadas, mas é sobretudo ao nível dos moluscos bivalves que reside a importância da fauna desta área.

Lagoa de Óbidos

A Lagoa de Óbidos é o sistema lagunar costeiro mais extenso da costa Portuguesa. Possui uma área total aproximada de 6.9 km2 e uma profundidade média de dois metros. Apresentando cotas que vão desde o meio metro aos cinco metros. Sendo uma massa de água salgada, a Lagoa de Óbidos caracteriza-se por uma uniformidade da qualidade das águas e comunica com o mar por um canal chamado a zona da aberta.

Estende-se para montante essencialmente por dois canais, pelo Braço do Bom Sucesso e pelo Braço da Barrosa. A Lagoa de Óbidos faz fronteira terrestre com o concelho das Caldas da Rainha a Norte (freguesias da Foz do Arelho e Nadadouro) e com o concelho de Óbidos a Sul (freguesias de Vau e Santa Maria). Do lado do Sul encontra-se a Poça do Vau e do lado Oeste está ligada à Poça das Ferrarias.

Até ao final da idade média, esta estendia-se até ao sopé da Vila de Óbidos, mas a evolução da linha da costa, numa constante mutação limitou substancialmente o seu perímetro.

A Lagoa de Óbidos tem constituído uma fonte de rendimento importante para as populações locais através da pesca artesanal de diversas espécies de peixes e de bivalves, tais como, amêijoas, berbigão e cadelinhas, ao nível dos peixes salientam-se, o robalo, enguias, linguado, dourada e chocos. É uma área de grande importância e capacidade de produção de riqueza económica, social, e por fim de riqueza ambiental.

lagoa de Óbidos/Foz do Arelho – Foto de Tiago Jesus@Flickr

Um dos mais belos programas turísticos da região, as duas margens enchem-se de gente, atraída pela sua beleza natural. É considerada a maior e mais bela Lagoa de água salgada da Península Ibérica.

Fauna e Avifauna

A sua fauna é constituída por espécies piscícolas como o robalo, o linguado, a solha e o rodovalho, entre outros. Outras espécies de interesse são a amêijoa, o berbigão, o polvo, a enguia, e o caranguejo verde.

A comunidade avifaunística é o grupo que, ao nível da fauna, representa o papel ecológico mais relevante no ecossistema. Foram identificadas espécies, entre outras, a garça real, pato-real, perna longa, garça-branca-pequena, gaivinha de bico preto.

Garça-branca-pequena

Adaptado de cm-caldas-rainha.pt